A Paróquia Cristo Libertador (PCL) foi desmembrada da antiga Paróquia Cristo Ressuscitado no dia 15 de Setembro de 1988, e os primeiros bairros que faziam parte da paróquia foram: Palheral, Aeroporto Velho e Bahia. E teve como primeiro pároco, o Padre Emanuel.

No início da década de 80 as comunidades da estrada da Sobral eram acompanhadas pelo então diácono Leôncio José Asfury.

No ano de 1998 a 2000 sob a responsabilidade das Irmãs Missionárias de Jesus Crucificado na coordenação paroquial, os trabalhos das pastorais continuaram nas comunidades.

Em 2001, o Bispo Diocesano nomeou como pároco, o Padre Mássimo Lombardi que permaneceu no cargo até o inicio do ano de 2009 quando passou a nomeação ao Padre Fábio Amaro, que assumiu a coordenação paroquial em 2010. Ainda no mesmo ano, a irmã Gracinda o substituiu.

No ano de 2011, o Padre Jorge Luis, após realizar estudos fora da Diocese em 2010, foi encarregado a coordenar a paróquia Cristo Libertador e permanece até os dias de hoje.

Em 2016, Padre Asfury retornou a paróquia em uma troca com o Padre Jorge que foi para a paróquia São Sebastião.