O Papa sublinhou hoje no Vaticano que escutar a “consciência” é um passo para a “salvação”, e alertou para a tentação de “calar” a voz interior de modo a “não sentir”.

papa-evangelizar-nao-e-se-exibir-e-dar-testemunho-de-vida

O Papa Francisco afirmou que ter consciência “é uma graça” pois é como que um alerta, um “sintoma” de que algo está mal na nossa vida. As palavras foram frisadas na homilia da missa desta quinta-feira, 28, na Casa de Santa Marta, publicada pela Rádio Vaticano.

Francisco ainda disse que de nada vale “cobrir, maquilhar, dissimular, esconder”, pois todas as pessoas têm a sua “chaga”, a sua “dor” devido a algo que fizeram, por muito que se procure “anestesia”.

“Todos somos pecadores”, salientou o Papa argentino, para quem é fundamental que as pessoas saibam dar “nome” a essa “chaga”, a esse “remorso”, para que ele “saia fora”.

“Antes de tudo” através da “oração” e da revisão de vida, e depois recorrendo à “confissão”, porque “é assim que o Senhor nos cura”.

 “Ter consciência do mal feito. Aprender a ciência, a sabedoria de nos acusarmos a nós mesmos. A coragem de nos acusarmos”, exaltou Francisco.

JCP

Adaptado por Kelton Pinho da Agência Ecclesia

http://www.pcl.org.br/wp-content/uploads/2016/09/papa-evangelizar-nao-e-se-exibir-e-dar-testemunho-de-vida.jpghttp://www.pcl.org.br/wp-content/uploads/2016/09/papa-evangelizar-nao-e-se-exibir-e-dar-testemunho-de-vida-150x150.jpgKelton PinhoArtigosPapa FranciscoCristo Libertador,Palavras do papa,Papa
O Papa sublinhou hoje no Vaticano que escutar a “consciência” é um passo para a “salvação”, e alertou para a tentação de “calar” a voz interior de modo a “não sentir”. O Papa Francisco afirmou que ter consciência 'é uma graça' pois é como que um alerta, um “sintoma” de que...